Temos um mágico na equipe do blog!

BOA NOITE PESSOAS DESSE PLANETA!!
Meu nome é Filipe. Sim, Filipe, não Felipe, nem Fillipe, ou Filippe...
Mas então, quem sou eu, o que eu faço da vida e como caralhos voadores eu cheguei aqui?? Para a resposta dessas e outras perguntas, pegue sua Rosquinha(quitute sugerido pela dona dessa maça aqui) e vem comigo!
Eu sou MAGICO! Sim, mágico, tipo esse mano aqui:
(Meu amigo, diga-se de passagem) 


Sim, eu sei fazer isso aew
Eu faço mágica tem uma cota, e tive a oportunidade de trabalhar com isso, maaaaaas muito antes de qualquer coisa do tipo, eu já era viciado em internet, e vídeo games, filmes, já tinha ate feito parte de outros blogs e tenho o meu canal (atualizado a cada eclipse solar em conjunto com a passagem do cometa Halley) daí conheci uma tal de @QueroNaao. (minha namorada)Daí foi rolando e rolando.. e to aqui.

Eu não sei bem o que vou fazer aqui, acho que vou postar sobre o que entendo, por exemplo...

Mr. Dai Vernon (aka The Professor.)Daí Vernon é o nome artístico do cara porque quando saiu no jornal de Nova Iorque em 1913 e o nome saiu errado, Daí ao invés de David, e Vernon porque as pessoas tinham dificuldade em pronunciar Verner.
Muito bem, o cara ficou muito famoso também pelo titulo de “O homem que enganou Houdini”(tem uma nota no fim do post sobre a morte do cara, porque parece que MUITA gente não sabe.)Seguinte, o Sr. Harry não era exatamente mágico, ele era escapista, ou seja, ele era conhecido por sair das piores ciladas possíveis, e um ilusionista muito bom também, e lançou um desafio, se a mesma mágica fosse repetida por ate 3 vezes ele conseguiria entender, o Sr. Vernon chegou mostrou “A carta ambiciosa”(eu particularmente adoro essa, e se você me conhece, eu possivelmente já fiz isso pra você), bom ele repetiu o efeito 8 vezes e o Sr. Houdini não entendeu.
Voltando, Verner era um mágico ESPETACULAR de Close-up. era admirado por todos, famoso por sua modéstia. Não falava mal de ninguém. Claro que há uma exceção: Houdini. Ele dizia que conhecia bem o verdadeiro caráter de Houdini. Dizia que era “egocêntrico e apesar de ser um ótimo escapista, como mágico mal conseguia embaralhar cartas”. “apesar de Houdini conseguir prender a respiração mais que qualquer outro, com mágicas feitas de perto (close-up) Houdini deixava muito a desejar”.

Aqui para vosso deleite, um vídeo de close-up do cara na televisão
 



E aqui, Dani DaOrtiz, Um magico fantástico, fazendo uma versão do “Triumph" do Dai Vernon




OBS:. Harry Houdini não morreu fazendo escapismo, ele morreu de peritonite secundária, devido ao apêndice rompido. As testemunhas oculares foram os estudantes Jacques e Sam Smilovitz. De acordo com a descrição dos eventos, Houdini estava reclinando em sua poltrona após um número. Quando o estudante Whitehead entrou e perguntou se era verdade que Houdini suportava pancadas de todo o tipo no estômago, esse respondeu-lhe afirmativamente. O ilusionista foi golpeado três vezes, antes que pudesse se preparar para tal. Whitehead continuou  golpeando mais e mais.
Quando Houdini chegou em Detroit, Michigan, em 24 de outubro de 1926, para o que seria sua última apresentação pública, estava com febre de 40ºC. Mesmo com diagnóstico de apendicite aguda, Houdini fez um teste do palco. Mais tarde, levado ao Grace Hospital de Detroit, Houdini morreu por hemorragia do apêndice em 31 de outubro do mesmo ano, aos 52 anos de idade.

Postado por: Filipe
comentários
Compartilhe: