Mico nosso de cada dia #1 - Caí da moto


Bom, esse é um quadro novo aqui no blog não, na cama da tua mãe  onde eu e o Corvo contaremos nossos micos.  E é lógico que eu sou a primeira a contar (não sei pq, mas beleza). 

Eu sei que cair de moto acontece todos os dias, mas não da forma que eu caí... 

Tudo começou em um dia lindo.. Não, pera. 

Era um dia normal, não lembro se sexta ou sábado, mas era dia de ir pro motoclube. Eu e o Pedro (meu amigo motociclista) erámos PPs*

Uma pausa rápida pra explicação: PPs = prósperos, aspirantes a membros do motoclube, então, tinhamos que fazer o que eles mandavam: limpar os troféus, a sede do motoclube e essas coisas que novatos sempre são obrigados a fazer. 

Então, justo nesse dia, falaram pra gente ir no mercado, pra comprar cerveja sem álcool (lógico, a galera ia pilotar, então não podiam ficar bêbados)

Aí que começa a merda. 


Eu sempre tive um único problema ao andar de moto com o Pedro: sou baixinha (ou a moto dele que era muito alta), então, precisava subir numa calçada pra montar na moto. 

Então, muito gentil, o Pedro encostou a moto numa calçadinha, na frente do motoclube: 

( Foto tirada em um dia de OstraCycle, um dos maiores encontros de motociclistas do Brasil.)

Pois bem, subi ali no meio fio, levantei a perninha e fui subir na moto. 

FODEU!

A porra da calçadinha não é reta, tem uma leve inclinação E por causa do sereno as graminhas estavam molhadas...
É lógico que o pé que tava apoiado no chão escorregou, e eu caí. 
(Viu o círculo vermelho na foto? Então, meu pé escorregou ali)

EU CAÍ NA FRENTE DO MOTOCLUBE LOTADO. 


Aproveitei que já tava caída, e sentei. A minha sorte é que eu já estava de capacete, pq eu tava completamente vermelha, morrendo de vergonha. Queria cavar um buraco na merda da grama e enfiar a cabeça lá, cavar até o Japão, sei lá. 

Levantei a cabeça, vi a galera do motoclube me olhando, olhei pro Pedro, e ele me procurando: "Bia? Cadê você?". Dei um puxãozinho na bermuda dele, e só aí que ele percebeu que eu tinha caído. 

Acabou que me ajudaram a levantar, ensinaram ao Pedro uma forma mais prática pra que eu subisse na moto dele sem nenhum tipo de problema. 

Conclusão: Caí da moto parada e quebrei o pé. Maldita grama molhada. 




Bom, espero que vocês tenham gostado, e até rindo um pouco imaginando a cena. Caso alguém tenha um mico pra contar, manda pro nosso e-mail (queronaao@gmail.com ), que ele será recebido com muito carinho e risadas ou não





Postado por: Bia Saraiva
comentários
Compartilhe: